Banner Planos Rapid-Share 1



Depoimentos



Meu depoimento do Cloreto de Magnésio P.A. 10/09/2013

Iniciei meu tratamento depois de ver meu ex-patrão se recuperar de uma artrite que o médico já havia diagnosticado como sem solução. No começo não foi fácil, eu tinha uma hérnia de disco que me acompanhava por mais de 10 anos e na época que comecei minha filha tinha dois anos. Quando a pegava no colo minha coluna travava e eu tinha que soltar ela pelo meio dos braços para depois poder “destravar” a mesma. Como o magnésio solta o intestino, no meu caso já funcionava muito bem, foi uma luta, pois o dia que eu tomava, no outro não podia nem ver o pote com o magnésio. Minhas dores eram tão intensas que eu não conseguia ficar em pé por mais de 5 minutos que as costas queimavam. Deitar era um suplício, pois não tinha posição que eu ficasse bem.

Não desisti, fui tomando e aos poucos vi que me sentia mais elástico, meus músculos eram mais maleáveis. Mas a dor persistia. Por volta de seis meses de tratamento, quase desistindo, peguei uma gripe daquelas. Como era fim de semana eu resolvi tomar uma dose maior, afinal estava em casa. E como eu sabia que o Magnésio potencializa o sistema imunológico resolvi experimentar. Tomei a dose em dobro e por incrível que pareça, estava tão debilitado que não deu dor de barriga. Tomei quatro doses em dobro nesses dois dias do fim de semana. Quando chegou na segunda-feira eu estava sem gripe e sem dores. Já fazem 8 anos que tomo, agora como prevenção, sendo 3 a 4 doses por semana somente. Tem mês que paro por completo, mas é só sentir uma leve sensação de dor na coluna eu volto a tomar. Também tenho utilizado o óleo de magnésio artesanal. O resultado em dores é incrível. O óleo é até melhor absorvido que o tomado via oral, no entanto eu peço para as pessoas continuarem a tomar para que quando o magnésio oral chegue ao intestino ative as mais de 350 enzimas que são responsáveis por nossos hormônios e também pela captação e equilíbrio de minerais em nossas células. O óleo ajuda a acelerar o processo de cura de uma bursite, uma artrite, uma tendinite e muitas outras doenças que o magnésio via oral demore a fazer efeito.

Como em minha família tem histórico de diabetes eu tomo também para evitar essa doença.

Muitas das doenças cardíacas que sofremos seriam evitadas se as pessoas tomassem o magnésio como prevenção. Além disso, ajuda a fortalecer as veias e pessoas com pressão alta tem controlado a pressão sem remédios por volta de 3 a 4 meses após o uso do Magnésio. Não é preciso esperar ter uma dor crônica para procurar algo tão simples e que realmente ajuda e resolve. Só quem sofre com dores sabe o quanto é bom viver livre de limitações. Já vi pessoas com veias entupidas que com o uso ficaram livres das placas de gordura na veias. Bico de papagaio e artrose na coluna melhoram gradativamente conforme se faz o tratamento. Claro que o tempo de cura para cada pessoa é diferente, pois cada organismo reage de uma forma. Mas como digo, se tomar o resultado irá aparecer com toda certeza. Não existe possibilidade de ficar como era antes.
Tome, não tenha medo de usar algo que vai mudar sua vida.

Um grande abraço.

Xavier





Depoimento recebido dia 05/05/2012

Sr. Wagner Lima


Meus amigos, deixo aqui, minha experiência com o C.M. já estava ficando praticamente aleijado, com uma dor enorme na planta do pé, levantava a noite segurando nas paredes, na ponta do pé.Lendo na net sobre o C.M. resolvi experimentar, sem mentira nenhuma, hoje não sinto mais nada, é incrível como o C.M. é maravilhoso. Se alguém tem o mesmo problema que tive, pode usar, é tiro e queda, resolve mesmo.Tomei 03 doses, 01 copinho de café.Obs: preparo um copinho de café do C.M. em um litro de agua.



Depoimento recebido dia 16/03/2012

Cidade de Catu / BA

Olá Adimilson tudo bem? Olha soube das maravilhas do cloreto atráves de um tio meu, mas te confesso q num dei muito crédito não,só q pelo fato de estar sentindo muitas dores nas articulações e joelhos, e tbm na coluna, resolvir dá uma pesquisada, eis q Deus botou em minha frente um anjo chamado Adimilson, q me falou das maravilhas do cloreto de magnésio, e resolvir experimentar, com uma semana de uso eu já era outra mulher, não sinto mais nada nos joelhos, na coluna,e antes do cloreto eu não conseguia me abaixar, agora me abaixo com muita tranquilidade, estou super flexível, uma disposição incrivel tô me sentindo com vinte anos a menos, tenho 53 anos.Devido as maravilhas que   aconteceu comigo com o uso do cloreto resolvir dá tbm para minha mãe, q sofria  de muitas dores no corpo,nos pés coluna etc... a msm tem 75 anos, não conseguia se virar na cama, se abaixar,depóis do cloreto é outra pessoa, esta semana liguei para ela e disse mãe, já tá conseguindo se virar na cama? Ela disse minha filha eu estou voando kkkkkkkkkkk eu fiquei toda arrepiada, minha mãe tá com uma disposição incrível, estou agora na manutenção, e não pretendo parar de tomar mais nunca.AHHHHH e tem mais estou me achando mais jovem, minha pele ganhou um viço nunca antes visto.Muito Obrigado Muito Obrigado.Adimilson muito obrigado pela sua delicadeza ao nos atender. Semana q vem Tô fazendo mais pedido.AHHHHHHHHHHHHH o óleo é um maraaavilhaaaa, é dos deuses, passa as dores imediatamente, num fico mais sem ele. grata.

Dilma Pereira de Almeida.


O cloreto de magnésio e a depressão

Meu nome e Cesar Antonio de Paiva e tive a alguns anos atrás crises gravíssimas de depressão.
A situação chegou a tal ponto que tive que tomar muitos remédios para dormir, pois acordado a idéia de suicídio e de se matar era muito forte e impossível de combater só com o uso da minha vontade.
Em um desses dias em que acordei me sentindo melhor fui , em caráter de urgência visitar uma medica homeopata e sensitiva, de quem tinha ótimas referencias .
Ela me receitou na época injeções intra-cutâneas da Antroposofia ( laboratório WELEDA ) que e um aprimoramento da homeopatia , cujo elemento principal era o magnésio.
Nessa época li uma reportagem cientifica na revista VEJA em que os cientistas atestavam que a depressão coincidia com a falta de magnésio no cérebro.
Então, como eu já conhecia o cloreto de magnésio, tomei-o em doses  duplicadas , ( até triplicadas ) juntamente com as injeções.
A crise passou totalmente e toda vez que ameaçava voltar era só tomar o cloreto de magnésio para manter tudo sobre controle.
Com o uso continuo e diário do cloreto de magnésio me curei totalmente deste mal terrível que acomete muitas pessoas nos dias atuais e cujo tratamento existente e muito custoso e na maioria das vezes precário, não levando a cura total, o que aconteceu com o uso prolongado e continuo do cloreto de magnésio
Aproveito esta oportunidade para realçar o poder deste elemento na eliminação de dores nas costas
Minha coluna e um “s” e sempre sofri muito com dores, tentando todo tipo de tratamento. Desde que comecei a usar o cloreto nunca mais tive tais dores que me impediam inclusive de trabalhar.
Acho bom salientar que o primeiro elemento que o álcool destrói no organismo é o magnésio. Por isso recomenda-se seu uso na cura das famosas ressacas, e também o aumento da dosagem nos casos de pessoas que fazem uso da bebida alcoólica sem o que não se beneficiarão dos efeitos do cloreto de magnésio.
Agradeço a oportunidade de me manifestar e contar minha experiência pessoal sobre o assunto.
Cesar Antonio de Paiva

Indaiatuba - SP



Depoimento recebido em 02/01/2012

Xavier,boa noite!

conforme te disse por telefone, comprei o “cloreto de magnésio PA” com a intenção de tornar as células saudáveis conforme o artigo em seu site, sem pretensão de cura alguma. Ocorre que depois de uns três meses minha esposa reparou que as dores intensas que eu tinha nas pernas (joelhos e canela) toda noite, haviam sumidos,coisa que era necessário colocar aquelas bolsas de água quente nas pernas para conseguir dormir e também não sei o que era. No mesmo instante notamos também que as dores que eu tinha no peito há mais de dois anos (não tenho certeza se é, mas minha filha dizia que era a tal da angina) também haviam sumidos e nunca mais senti estas dores e apertos horriveis no peito. Coisa de três meses atrás passei para minha sogra (71 anos) tomar para ver se melhorava da artrose e dores nas pernas, e ela me disse que já melhorou uns 80%. Acho que não vamos mais parar de consumir o cloreto.

 Abraços!!!!!

Sergio / Piracicaba





Hoje dia 26/12/2008 recebi com muita alegria esse depoimento:

Olá pessoal aqui quem escreve é a Monica, sou mãe de uma linda menina hoje com 11 anos, desde os 5 aninhos minha filha sofre com uma doença bem agressiva, a Artrite Idiopática Juvenil Poliaticular, ela dava crises muito forte, nem mesmo conseguia sair da cama, tinha dias que não andava, levei-a em uma Drª Especialista , aí começou o uso de inúmeras drogas, antiinflamatórios, imunossupressores, corticóides, antibiológicos, as vezes ñ tinha mais horário para encaixar tantos remédios durante o dia, minha angustia ia aumentando pois apesar de usar tantas drogas, algumas custando R$ 3 mil, R$ 4 mil e até uma de R$8 mil, minha filha tinha inúmeras complicaçoes e o que eu mais queria era que a doença estabilizasse, isso não acontecia, uma destas drogas levou minha filha a ficar internada na UTI por 60 dias, entre a vida e a morte, pois ela apresentava um qua dro de sangramento intestinal muito grave, na época o Pediatra da minha filha por sinal um excelente médico foi visitá-la no hospital e me disse que era uma reação medicamentosa, então fui conversar com a Drª Especialista sobre essa possibilidade, e ela jurou que isso ñ seria possível, depois de 2 anos ela admitiu que realmente foi por causa de um dos remédios que ela fazia uso, logo após a internação decidi parar com a medicação, então ela passou outra um outro antibiológico, que tb quase tirou a vida de minha filha pois ela deu choque anafilático assim que as primeiras gotas do remédio entrou em suas veias, minha filha quase morreu nos meus braços, conto este relato com lágrimas nos olhos pois isso ainda me assusta, a Dr passou outro antibiológico outra droga que dá até medo quando se lê a bula, então já sem saber como proceder e tb com medo de ver minha filha piorar, pedi a Deus uma ajuda, e então pude deixar uma mensagem para o Sr Admilson através do site www.cloretodemagnesio.com, e para minha surpresa e alegria ele respondeu a minha msg no mesmo dia, tinha muitas dúvidas sobre o cloreto, mas ao conversar com o Sr Admilson fui fortalecendo minha coragem e passei então a administrar o cloreto para minha filha, ela faz uso desde o dia 31/10/08, ainda ñ tem nem dois meses de uso e posso perceber as melhoras apresentadas por ela, é realmente muito bom vê-la hoje descer uma escada sem dificuldades, ela consegue fazer coisas que antes ñ conseguia,ela fez um exame nesta semana passada e posso informar que ela nunca esteve tão bem seu VHS foi 31mm/60min , sei que ainda está alto mais já foi bem pior , a PCR ultrasensívele foi de 0,12 mg/dl nunca esteve tão baixa já chegou a 9,74 mg/dl e seu Fator reumatóide está < 7,0 UI/ml nunca esteve tão baixo, estou muito feliz e tenho certeza que isso é só o começo, por isso resolvi dar este depoimento para que as pessoas que ainda possuem algum receio de fazer uso do cloreto possam fazer esta tentativa pois ñ irão se arrepender, deixo um abraço a todos e um especial para o Sr Admilson.

Agradeço à Monica da Cidade de Duque de Caxias - RJ, por esse depoimento.

Sds.

Admilson


Depoimento recebido em 06/01/2009

Parece conto de filmes, mas isso foi real. Tenho 44 anos, minha esposa tem 46 e minha filha tem 14 anos.. Fomos passar o ano novo numa serra, chamada serra de ubajara, no ceará. Um lugar paradisíaco, onde possuem passeio de bondinho, visita à gruta, e trilhas ecológicas. Num só dia saimos em 6 adultos e 5 pré-adolescentes. Fizemos uma trilha de 2 km, depois em seguida uma trilha de 1,5 km e na seguencia uma trilha de descida ingrime de caminhos de pedras pontudas de 7km mata fechada e apesar de serra, muito sol e calor. Nós a turma do cloreto descemos a serra como crianças, inclusive os pré-adolescentes não nos acompanharam e teve um dos adultos que precisou no final ser carregado. Sei que parece história de pescador mas foi a pura verdade. Cansamos mas bem , bem, bem menos do que os outros. Foi revitalizante. Realmente o que o cloreto nos proporciona, não tem preço. Admilson é nota dez. Aconselho a todos, tomarem cloreto de magnésio todos os dias segundo a orientação do Admilson. Grande abraço e viva a saúde.

William Lima Tecnologia se atualiza com: http://tecno2000.blogspot.com

William Lima - Fortaleza - CE

Oi,  Admilson,  como  vai?   Eu   fiquei   sabendo   das   possibilidades   do  cloreto   através   de   um  amigo   que  estava   usando  e achei   que   poderia   ser   bom  para   os  meus  pais, já  que  minha  mãe  sofre do  mal  de parkinson.  Bom, faz   um  mês   que  eles  estão  tomando  e  meu   pai  tem  tido  uma   resposta  realmente   sensacional. Isso  me  espantou  porque,  de  acordo   com  a  literatura   a  que  tive  acesso  na  internet,   os  resultados  apareceriam  depois   de  alguns  meses de uso.  Pos  meu  pai,  que  tem   73   anos  e  antes  muitas   dores,   está   com  uma disposição  de  40.  E  mais,   um  enorme  caroço  que  ele   tinha  nas   costas desapareceu.  Uma   tia   que  também   está   tomando  também  está  com outra  disposição. Espero  que   dentro   de algum  tempo minha  mãe  também   melhore.  Por  tudo   isso   fico-lhe  muito  grata   e  espero  que  este   depoimento  contribua   para  difundir  mais  ainda   as magníficas  propriedades  do   cloreto  de  magnésio.

Grande  abraço

Alda  Alexandre

Goiânia - GO


Hoje 19/02/2009 - Recebi esse depoimento do Sr. Frederico - Funcionário de Petrobrás.


Tenho osteoartrose nos joelhos, bicos e desgastes na coluna lombar, tendinite nos cotovelos e calcanhares, alem de uma bursite no ombro esquerdo. Comecei tomando uma dose do Cloreto de Magnésio PA por uma semana e duas doses na 2ª semana sem alteração na minha pressão arterial e passei na terceira semana a tomar três doses de acordo com minha idade (55 anos).
Hoje me sinto outro homem, pois as dores reduziram drasticamente de forma a não ter os desconfortos que tinha ao me agachar, sentar no sofá, levantar da cama, pegar qualquer peso, já era o suficiente para sentir dor nas costa e nos joelhos. Já ando de bicicleta sem dores, corro na esteira e o desconforto é mínimo depois de 40 minutos. Estou me sentindo muito bem depois de 40 dias de uso do Cloreto de Magnésio PA. Aconselho outras pessoas a usarem este suplemento alimentar e a fazer exercícios de fortalecimento para evitar contusões e ter uma saúde melhor.


Frederico C. S

Santos - SP


Olá meu nome é Caio,tenho 19 anos e venho aqui contar a experiencia que tive com o cloreto de magnésio.Sou atelta profissional
e vivo do esporte(Tenis),tive uma grave lesão na coluna lombar,e tive 3 vertebras fraturadas por sobrecarga(fratura por stress) a chamada espondilólise.
Fiquei 8 meses fora das quadras,na verdade eu nao podia fazer nada,sentia dores pra tudo.Depois de 2 meses da lesão me indicaram o cloreto de magnésio,e junto com ele fiz inumeras sessoes de fisioterapia.A minha volta as quadras era uma dúvida,sentia muitas dores e depois de uns 3 meses tomando o cloreto senti uma  diferença,claro que o meu tratamento fisioterápico foi tao importante quanto tomar o cloreto,mas creio que com o cloreto de magnésio foi muito melhor a minha recuperação,pois os médicos e os fisioterapeutas ficaram impressionados com a minha evoluçao e por nao sentir nenhum tipo de dor na minha volta que disseram ser algo normal sentir alguns encomodos e dores.Foram 6 meses tomando o cloreto de magnesio e hoje continuo tomando como uma manutenção,é um tratamento longo mas que com certeza cura e traz muitos beneficios.Hoje estou curado,tenho um acompanhamento mas ja nao sinto nenhuma dor Graças a Deus...acredito que pra mim deu muito certo
abraço a todos e espero que o cloreto seja tao util pra voces quanto foi pra mim.
ps:Agradeço ao Admilson por ter me orientado a respeito de como deveria consumir o produto
 obrigado

São Paulo - SP

Depoimento recebido em 02/11/2009


Meu nome é ERIVALDO KLEBER, tenho 38 anos. 


Durante algum tempo passei a fazer exercícios físicos em uma academia em minha cidade de Franca-SP.


Sempre tive um corpo bem flexível, com grande elasticidade nos nervos. Chegava a colocar os dois pés na nuca, encostava com tranqüilidade a testa nos joelhos, coisas assim. Na academia, acabei  por levantar peso, fazer abdominal etc, no começo sob orientação do professor, mas depois passei a se achar como forte e passei a fazer exercício por conta própria. Daí para frente dá para imaginar.


Certa vez passei a sentir grande queimação na perna esquerda, principalmente no lado de fora da canela. Uma dor desceu ao tornozelo, como se eu tivesse torcido o pé.  Essa dor passou a aumentar e chegou a coxa esquerda  e daí para toda perna.

No início pensei que fosse alguma infecção no osso, sei lá. Doía muito. Muito mesmo. Ao tirar radiografia nada foi detectado de anormal. Médico me diagnosticou como fibromialgia.

Sabe, tomei remédio e nada. Disseram-me que seria nervo ciático, na coluna.
Fui em um neurologista (antes achava que quem mexe com coluna era ortopedista) e fiz uma ressonância magnética.

Ficou constatada uma lesão  nas vértebras L4 L5. Melhor esclarecendo, uma hérna de disco lombar ocasionada por trauma ocasionado por exercício mal feito.
Pensamento foi a mil. Engraçado que todo mundo quer dar palpite na sua saúde.  Toma isso, toma aquilo, vai no farmacêutico da farmácia da esquina que ele coloca a coluna no lugar. Faz cirurgia espiritual, fiz apoio em barra, etc.. Confesso que fiz de tudo.

Tomei remédios todos.  Diclofenaco, biprofenid, flotax, nimisulida, umas injeções vermelhas doloridíssimas.

Nada resolveu. Passei a tomar as folhas de bálsamo (sim, aquelas folhinhas de bálsamo) batido no liquidificador todos os dias.. Tomava no suco de laranja, colocava no feijão, no arroz.

Na parte da manha, em jejum tomava dois copinhos de Cloreto de Magnésio PA todos dias.  Depois na hora do almoço. No meio do dia e por fim a noite.

O gosto meio amargo, mas passei a usar o cloreto de magnésio como hábito. Comia bálsamo e bebia o cloreto.

Por uns dois meses foi nesse ritmo. Já havia escutado historia do cloreto de magnésio para as articulações (joelho, coluna, pressão arterial) fazia bom efeito.

Por confesso a todos que realmente funciona. Minha hérnia de disco nunca mais me incomodou. Lógico que também tomo alguns cuidados. Nunca me abaixo sem dobrar os joelhos, não pego peso além de 20 kg. Dirijo normalmente.

Só um detalhe. Aconselho cloreto de magnésio pa  e não cloreto de potássio (o salamargo) que é vendido nas prateleiras de supermercado.  Cloreto de potássio pode dar pedra nos rins e além de tudo dá diarréia. NÃO SE ESQUEÇA.  CLORETO DE MAGNÉSIO P.A (PARA ANÁLISE).

Se alguém quiser falar comigo pode me add:   ekgiora@hotmail.com


Depoimento inserido dia 17/06/2010.

 
Para tirar dúvidas: contato@cloretodemagnesio.com
  Site Map